Carregando...

Como viver bem o tempo da Quaresma

Amados irmãos em Cristo! Estamos no período da Quaresma, quarenta dias de preparação para a celebração da Páscoa. Este tempo é um período penitencial, mas que não o torna triste e depressivo. Somos convidados a caminhar, na purificação e renovação de nossa vida cristã, tornando-nos assim pessoas cristocêntricas.


Para rompermos com o pecado e as tendências do homem velho, a Santa Igreja dispõe de eficazes métodos para utilizarmos, sobretudo na Quaresma. Os mais importantes foram apresentados na quarta-feira de cinzas, são eles: a oração, penitência e a caridade. Falaremos a seguir um pouco dos três.


A oração: sem a oração é impossível vivermos a conversão diária e chegarmos um dia à santidade que somos convidados. Na oração nos deparamos com as nossas misérias e com a grande misericórdia de Deus. Podemos aproveitar as leituras da Liturgia para bem rezar em unidade com a Igreja no mundo inteiro. Todas nos levam à um profundo encontro com Deus.



A penitência: constitui para nós um meio concreto para vivermos o espírito da Quaresma. Ao optarmos em renunciar de forma legítima algum gesto ou alimento e unir esta renúncia com a cruz de Cristo, colheremos muitos frutos, principalmente de desapego e desprendimento das coisas passageiras. Se nos lembrarmos que “Não só de pão vive o homem, mas também de toda palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4,4), vemos que o sentido de se viver o jejum é redescobrir por meio do alimento espiritual o valor das coisas e distinguir as que são do céu das que são terrenas.


Assim nos diz o Santo Padre sobre o jejum: “O homem de hoje deve jejuar, quer dizer, abster-se de muitos meios de consumo, de estímulos, de satisfação dos sentidos: jejuar significa abster-se de algo. O homem é ele mesmo solo quando consegue dizer-se a si mesmo: Não. Não é a renúncia pela renúncia: mas sim para o melhor e mais equilibrado desenvolvimento de si mesmo, para viver melhor os valores superiores, para o domínio de si mesmo”.


A caridade: ocupa um lugar especial na vida daquele que deseja viver uma virtuosa quaresma, porque nos motiva a viver o resumo dos 10 mandamentos de Deus: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. São Leão Magno nos lembra que: “se desejamos chegar à Páscoa santificados em nosso ser, devemos pôr um interesse especialíssimo na aquisição desta virtude, que contém em si às demais e cobre multidão de pecados".



Além destes três métodos de vida, a Igreja também nos convida a viver o sacramento da reconciliação, a confissão. Não podemos nos esbarrar nas dificuldades para nos confessar, é preciso olhar além do respeito humano. Não podemos deixar de cumprir o mandamento da Igreja de se confessar ao menos uma vez por ano, com preferência neste tempo quaresmal. Com bases nestas dicas, teremos a chance de chegarmos a Páscoa com o coração mais purificado.

E a partir de uma quaresma bem vivida, mortificada, seremos impulsionados a viver a radicalidade do Evangelho que Jesus nos convida. Lembremo-nos: “Se com Cristo morremos, com Ele ressuscitaremos”! Santa Quaresma a todos!


Marcone Matos

Membro Consagrado da CCDE


25 visualizações
Comunidade Católica Deus Existe

Comunidade Deus Existe © 2009 - 2020 Todos os direitos reservados