Carregando...

Papa: dizer sempre a verdade para não cair na hipocrisia



Sexta-feira, 14 de outubro: o Papa Francisco na sua homilia na Capela da Casa de Santa Marta afirmou que para seguir o Senhor é fundamental não nos enganarmos, não dizermos mentiras para não cairmos na hipocrisia.

No Evangelho do dia Jesus convida-nos a olharmos para o fermento dos fariseus, ou seja, a hipocrisia. O Santo Padre observou que existe, contudo, o fermento bom e o fermento mau. A este propósito Francisco contou uma pequena história da sua infância:

“Eu recordo que pelo Carnaval, quando eramos crianças, a avó fazia-nos biscoitos, era uma massa muito fina. Depois colocava-a no óleo e aquela massa inchava, inchava… e quando nós começávamos a comê-la estava vazia. E a avó dizia-nos – no dialeto chamavam-lhe mentiras – ‘estas são como as mentiras: parecem grandes, mas não têm nada dentro, não tem nada de verdade ali; não tem nada de substância’. E Jesus diz-nos: ‘Tenham cuidado com o fermento mau, aquele dos fariseus’. E qual é? É a hipocrisia. Protegei-vos bem do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.”


A hipocrisia – disse o Papa – é quando se invoca o Senhor com os lábios mas o coração está longe de Deus. É uma espécie de “esquizofrenia espiritual” – afirmou Francisco que sublinhou que o hipócrita “é incapaz de se acusar a si próprio: nunca encontra em si próprio uma mancha”.

O Santo Padre convidou na sua homilia a fazermos um exame de consciência para percebermos se crescemos com o fermento bom ou com o fermento mau. O Papa recordou as crianças que quando se confessam não dizem mentiras “nunca dizem coisas abstratas” mas são concretos.

No final da sua homilia Francisco deixou uma pergunta para reflexão: “Sou uma pessoa leal, transparente ou sou um hipócrita?”

(RS)

Comunidade Católica Deus Existe

Comunidade Deus Existe © 2009 - 2020 Todos os direitos reservados