Carregando...

JMJ 2019 no Panamá: a alegria dos bispos



Cracóvia (RV)– O anúncio de que Panamá será a sede da próxima Jornada Mundial da Juventude de 2019, alegrou os Bispos panamenhos presentes em Cracóvia, que asseguraram que a diocese está à altura de organizar a JMJ de 2019.


Evento vai atrair jovens latino-americanos


O Cardeal José Luis Lacunza, bispo da diocese de David (Panamá) disse ontem em Cracóvia que “Panamá será certamente capaz de organizar a Jornada Mundial da Juventude 2019, um encontro que servirá para despertar os jovens, não apenas no Panamá, mas em toda a América Latina. Muitos poderão se locomover por terra, enfrentando custos mais baixos”.


Encontrar o caminho de Deus


Já o arcebispo de Panamá, Dom José Domingo Ulloa, em um breve pronunciamento, disse que a próxima Jornada da Juventude no Panamá “será um bálsamo para os jovens da América Central”, região em que “a grande maioria dos jovens vive na pobreza e sob o risco da migração, do tráfico de drogas e da violência. Eis porquê a JMJ será um estímulo para que os jovens da América Central consigam encontrar o caminho de Deus”. Dom Ulloa recordou depois que Panamá é a primeira diocese fundada na América, em 1513, de onde partiu a evangelização de todo o continente.


O foco nos pobres e excluídos


Por sua vez, o bispo de Colón-Kuna Yala, Dom Manuel Ochogavía, comentou que a notícia que Panamá será sede da próxima JMJ “encherá de esperança os corações das pessoas marginalizadas e excluídas. Elas precisam de fé”.

O bispo explica que dirige uma diocese de periferia e que a JMJ vai incrementar a paz, ante a violência; a solidariedade, ante a má distribuição de riquezas”.


(CM)

2 visualizações
Comunidade Católica Deus Existe

Comunidade Deus Existe © 2009 - 2020 Todos os direitos reservados