Carregando...

Papa na Arménia: “Eu venho à vossa terra abençoada para fortalecer a nossa comunhão”



O Papa Francisco viaja à Arménia de sexta-feira 24 a domingo, 26 Junho. Esta será a 14ª viagem apostólica (fora da Itália) do seu pontificado, e na Arménia será o seu 22º país a visitar. Após ter ido a Albânia e a Bósnia, o Papa realiza uma nova viagem à periferia da Europa, num pequeno Estado. Mas o quadro desta viagem é bastante diferente: trata-se, desta vez, de prestar homenagem à fé cristã de uma nação mártir profundamente enraizada na fé.

"Eu venho à vossa terra abençoada para fortalecer a nossa comunhão, avançarmos em direcção à reconciliação e deixar-nos animar pela esperança" disse o Santo Padre, numa vídeo-mensagem divulgada nesta quarta-feira ao povo arménio.

A santa Missa dos mártires da Arménia celebrada na Basílica de São Pedro a 12 de Abril de 2015, com a presença dos líderes de todas as igrejas da Arménia permanece na memória. Francisco será recebido como um amigo. Ele nunca visitou o país, mas conheceu muitos arménios na Argentina, considerada a 10ª nação na diáspora, com cerca de 130.000 descendentes de arménios.

O Papa seguirá os passos de João Paulo II que visitou a Arménia em 2001, mandou construir um hospital na região Gyumri, cidade devastada por um terremoto alguns anos antes.

A irmandade entre o Vaticano e a Arménia está enraizada na história trágica desta nação durante o "Medz Yeghern", o "Grande Mal", como tem sito chamada a dizimação de arménios, de 1915, em que numerosas famílias arménias foram recebidas em Castel Gandolfo, sob a protecção do Papa Bento XV. Francisco reencontrará alguns dos seus descendentes, que mantêm um grande reconhecimento pela acção protectora da Igreja de Roma.

2 visualizações
Comunidade Católica Deus Existe

Comunidade Deus Existe © 2009 - 2020 Todos os direitos reservados