Carregando...

A Liturgia Eucarística


Dando continuidade a nossa reflexão sobre a liturgia da Santa Missa, apresento uma última parte que é a liturgia Eucarística. Ela traz presente a última ceia, quando Cristo instituiu o Sacramento eucarístico. A Igreja dispôs toda a celebração eucarística de modo a corresponder às palavras e gestos de Cristo.


Preparação das oferendas: O canto do ofertório acompanha a procissão das oferendas e se prolonga até que os dons tenham sido colocados sobre o alar. Pão e vinho são depositados sobre o altar pelo sacerdote, proferindo as fórmulas estabelecidas. Pode-se incensar as oferendas e, em seguida, a cruz e o próprio altar. Depois o sacerdote lava as mãos, ao lado do altar, como rito de purificação.


Oração sobre as oferendas: Prepara-se a oração eucarística com o convite aos fiéis a rezarem com o sacerdote e com a oração sobre as oferendas. O povo, unindo-se à oração, a faz sua pela aclamação do amém.

Oração eucarística: o sacerdote convida o povo a elevar os corações ao Senhor na oração e ação de graças e o associa à prece que dirige a Deus Pai, por Cristo, no Espírito Santo.


1.Ação de graças: O sacerdote, em nome de todo o povo, glorifica a Deus e rende graças por toda a obra da salvação.

2.Santo: Aclamação pela qual toda a comunidade, unindo-se aos anjos, louva a Deus.

3.Epiclese: A Igreja implora, por meio de invocações especiais, a força do Espírito Santo para que os dons oferecidos pelo ser humano sejam consagrados, e que a hóstia imaculada torne-se a salvação daqueles que vão recebê-la em comunhão.

4.Consagração: Pelas palavras e ações de Cristo, realiza-se o sacrifício que Ele instituiu na última ceia, ao oferecer o seu corpo e sangue sob as espécies do pão e do vinho.

5.Anamnese: A Igreja faz a memória do próprio Cristo, relembrando de modo especial, a sua bem-aventurada paixão, a gloriosa ressurreição e a ascensão ao céus.

6.Oblação: A Igreja, com a comunidade reunida, realizando esta memória, oferece ao Pai, no Espírito Santo.

7.Intercessões: Pelas quais exprime-se que a Eucaristia é celebrada em comunhão com toda a Igreja, tanto celeste como terrestre, que a oblação é feita por ela e por todos os seus membros vivos e falecidos, que foram chamados a participar da redenção e da salvação obtidas pelo precioso corpo e sangue de Cristo.

8. Doxologia final: Rezada somente pelo sacerdote, é confirmada pela assembleia, com um solene amém.

9.Pai-Nosso: O sacerdote acrescenta sozinho o embolismo, que o povo encerra com a doxologia. 10.Rito da paz: A oração é dita somente pelo sacerdote, por meio da qual, a Igreja implora a paz e a unidade para si mesma e para toda a família humana. (Obs.: Quanto à saudação, observa-se as orientações do Papa Francisco).

11.Fração do pão: O sacerdote coloca uma parte da hóstia no cálice para significar a unidade do corpo e do sangue do Senhor. Entoa-se o cordeiro de Deus.

12.Comunhão: O sacerdote prepara-se, por meio de uma oração em silêncio, para receber frutuosamente o corpo e sangue de Cristo. Os fiéis fazem o mesmo. Para encerrar todo o rito da comunhão, o sacerdote profere a oração depois da comunhão, em que implora os frutos do mistério celebrado.

Nos ritos finais, temos as comunicações, avisos paroquiais e a bênção do sacerdote.


Fraternalmente,


Pe. Moacir Ramos Nogueira

19 visualizações
Comunidade Católica Deus Existe

Comunidade Deus Existe © 2009 - 2020 Todos os direitos reservados