Carregando...

Santo Rosário: Arma da Fé! - Por Marcone Matos

A palavra Rosário vem do latim rosarium, que significa “Coroa de Rosas”. O Santo Rosário é considerado, após a Santa Missa, a oração perfeita porque reúne em si a história de salvação através da meditação dos mistérios gozosos, luminosos, dolorosos e gloriosos. O Rosário surgiu aproximadamente no século IX, à sombra dos mosteiros, como uma alternativa a Liturgia das Horas, criada pelos monges irlandeses. Já o terço era considerado a terça parte do Santo Rosário (atualmente representa a quarta parte). Ele é composto de uma combinação de 200 ave-marias, intercaladas por um pai nosso a cada dezena, meditando-se os mistérios de Cristo.


A Igreja considera São Domingos de Gusmão (1170-1221) como o Apóstolo do Rosário, por ter contribuído eficazmente com a expansão desta devoção, fazendo com que católicos utilizassem desta grande arma, como auxílio contra o pecado e contra a heresia albigense. Já São Luís Grignion de Montfort transcreve em uma das suas obras o diálogo de Nossa Senhora com São Domingos: “— Sabes tu, meu querido Domingos, de que arma se serviu a Santíssima Trindade para reformar o mundo? — Ó Senhora! – respondeu ele – Vós o sabeis melhor do que eu, porque depois de vosso Filho Jesus Cristo, fostes o principal instrumento de nossa salvação’. Ela acrescentou:— Saiba que a peça principal da bateria foi a saudação Angélica, que é o fundamento do Novo Testamento; e portanto, se queres ganhar para Deus estes corações endurecidos, reza meu Saltério”.

Inúmeros filhos da Igreja utilizaram do Rosário como grande arma na luta contra o pecado e para a salvação das almas, colhendo frutos miraculosos. Dentre estes podemos citar o ocorrido em Hiroshima, onde caiu uma das duas bombas atômicas em 1945 no Japão. Em um raio de um quilômetro e meio do centro da explosão, tudo e todos ao redor haviam se arruinado, o padre explicou, dizendo: “Naquela casa se rezava todos os dias, em comum, o Santo Rosário. Por isso, foi protegida por Nossa Senhora”.

Nosso Papa emérito Bento XV nos disse: “A Igreja, sobretudo por meio do Rosário, sempre encontrou nEla a Mãe da graça e a Mãe da misericórdia, precisamente conforme tem o costume de saudá-La. Por isso, os Romanos Pontífices jamais deixaram passar ocasião alguma, até o presente, de exaltar com os maiores louvores o Rosário mariano, e de enriquecê-lo com indulgências apostólicas”.

Ao rezarmos o Santo Rosário somos atendidos com segurança, pois o Divino Filho de Maria Santíssima sempre ouve os rogos de sua Mãe. Boníssima Mãe nossa, que é também a Mãe do Juiz que nos julgará em nosso último dia. “Se a graça maior veio até nós por meio de Maria, quanto mais a graças menores?” Assim sendo, nada melhor que termos como advogada Aquela que nos obterá toda espécie de graças para chegarmos bem diante do supremo Juiz.

Diante da potência que tem o Santo Rosário, e do tesouro que ele é, precisamos ter sempre em nossas mãos o Santo Rosário, e fazer deste uma arma de salvação para nossas vidas e de quem amamos. No próximo mês falaremos especificamente sobre a devoção do Terço.

Marcone Matos

2 visualizações
Comunidade Católica Deus Existe

Comunidade Deus Existe © 2009 - 2020 Todos os direitos reservados